o evento começa em

Bem-vindos ao 17.º ENASB

Caros Colegas e Amigos,

A APESB – Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental encontra-se a promover a 17.ª edição do Encontro de Engenharia Sanitária e Ambiental (ENASB). A organização deste evento está a cargo da APESB e da Câmara Municipal de Guimarães, contando ainda com o significativo apoio de um grande número de entidades do setor.
Estão previstas sessões plenárias, com a presença de convidados de referência, sobre temas estruturantes como “As cidades do futuro”, “Águas pluviais”, “A economia circular” e o “Financiamento do setor”. O programa técnico inclui ainda um grande número de apresentações onde serão discutidos os desenvolvimentos técnicos as inovações científicas e as opções tecnológicas no setor da Engenharia sanitária e Ambiental. Está ainda prevista uma exposição técnica durante todo o evento.
Estamos empenhados para que este evento seja, não só relevante, mas que traga a todos gratas memórias. As visitas técnicas e o programa social permitiram, num ambiente informal e descontraído, reforçar laços de amizade na cativante cidade Guimarães.
Por todas estas razões convidamos à participação no 17.º Encontro de Engenharia sanitária e Ambiental.

Até Breve

Paulo_Ramisio_P_APESB_02

Domingos Bragança

Presidente da Comissão Organizadora

Paulo_Ramisio_P_APESB_01

Paulo J. Ramísio

Presidente da Comissão Organizadora

OBJETIVOS

Promover a discussão sobre o planeamento, a concepção e a gestão dos serviços e infraestruturas de abastecimento de água, drenagem de águas residuais e pluviais, assim como a gestão de resíduos.

Apresentar e discutir os mais recentes desenvolvimentos científicos, inovações, opções técnicas e recursos disponíveis para os serviços de abastecimento de água, saneamento de águas residuais e gestão de resíduos sólidos, nas suas áreas nucleares.

Promover o intercâmbio entre os profissionais do sector, nomeadamente a troca de experiências no âmbito da elaboração de estudos e projetos, da execução de obras e da exploração e gestão dos sistemas.

ORGANIZAÇÃO

Comissão Organizadora

Domingos Bragança – Presidente (C. M. Guimarães)
Paulo Ramísio – Presidente (APESB/UMinho)
Amadeu Portilha (C. M. Guimarães)
Ana Loureiro (APESB)
Armindo Costa e Silva (VIMAGUA)
Daniel Pinto (VITRUS)
Fernando Leite (APESB/LIPOR)

Graça Lopes (APESB/ISEL)
Hélder Costa (UMinho)
Jorge Cristino (C. M. Guimarães)
Lígia Pinto (APESB/UMinho)
Maria João Rosa (APESB/LNEC)
Paula Mendes (LIPOR)
Sofia Bragança (VIMAGUA)

Comissão Científica

brevemente disponível

PROGRAMA

PRAZOS E DATAS LIMITE

– Prorrogação de envio de proposta de comunicação (4 a 8 páginas) até 13 de junho de 2016;
– Comunicação de aceitação das propostas de comunicações: até 11 de julho 2016;
– As normas para formatação e apresentação (1) das comunicações encontram-se indicadas no site deste evento.
(1) A integração da comunicação no programa carece da inscrição de um dos autores no congresso. Cada congressista pode apresentar até duas comunicações.

PRÉMIO JOVEM PROFISSIONAL APESB

A APESB decidiu lançar o Prémio Jovem Profissional APESB. Este Prémio destina-se a reconhecer um trabalho de destaque, apresentado e discutido no 17.º ENASB, em sessão especialmente agendada para o efeito.
Podem candidatar-se os autores de trabalhos técnico-cientí­ficos originais, com idade igual ou inferior a 35 anos, naturais de países de Língua Oficial Portuguesa. O Regulamento de participação encontra-se em anexo e as normas de formatação.
A candidatura deve ter lugar com a entrega do Artigo/Comunicação, com o preenchimento do formulário anexo, até à data limite de 13 de junho de 2016.

TEMA ESPECIAL
A Engenharia Sanitária nas Cidades do Futuro

PAINÉIS
Painel 1: Águas Pluviais
Painel 2: Economia Circular
Painel 3: Financiamento do Setor

TEMAS GERAIS
Tema 1: Abastecimento de Água
Tema 2: Águas Residuais e Pluviais
Tema 3: Resíduos Sólidos
Tema 4: Saúde Pública, Qualidade de Água, Poluição Difusa, Alterações climáticas

VISITAS TÉCNICAS

VT1
VIMÁGUA, EIM SA

Estação de Tratamento de Água de Sta. Eufémia de Prazins

A Vimágua iniciou a sua atividade a 20 de fevereiro de 2002, substituindo-se aos serviços municipalizados de água e saneamento de Guimarães, tendo sido criada, por iniciativa dos municípios de Guimarães e Vizela, com o intuito de usando dos instrumentos previstos na lei, refundar um serviço público, reorganizando estruturas, rentabilizando recursos, implementando novas filosofias de gestão, clarificando competências e responsabilidades, em suma otimizando-o e orientando-o de forma ainda mais exigente e constante para a satisfação dos clientes.

Em 28 de dezembro de 2007, por escritura pública e de acordo com a Lei n.º 53-F/2006, de 29 de dezembro, que aprovou o regime jurídico do sector empresarial local, revogando a anterior Lei-Quadro das Empresas Municipais, Intermunicipais e Regionais (Lei n.º 58/98, de 18 de Agosto), a Vimágua foi transformada em sociedade anónima, adotando a denominação Vimágua, Empresa de Água e Saneamento de Guimarães e Vizela, EIM, S.A.

A Vimágua atua no âmbito geográfico dos Municípios que a integram, Guimarães e Vizela e a Estação de Tratamento de Água de Sta. Eufémia de Prazins é responsável pelo tratamento de água para cerca de 181.860 habitantes.

A água é captada na margem esquerda do rio Ave, através de um sistema de captação/filtração constituído por poços e drenos instalados no subleito do rio, onde ocorre a filtração natural da água, a partir desta etapa a água é submetida ao seguinte processo:

– filtração por filtros de malha de aço de 200 mícron para retenção de partículas de finas e areias, com o propósito de proteção das membranas de ultrafiltração;

– ultrafiltração para eliminação de microrganismos e partículas em suspensão existentes na água;

– correção do pH através do doseamento de hidróxido de cálcio;

– desinfeção final através de doseamento de cloro;

– armazenamento da água tratada, a água tratada é armazenada num reservatório com capacidade de para 1600m3, sendo depois elevada para os reservatórios de Pégada, Sande Vila Nova e S. João de Ponte;

– Controlos de qualidade ao longo da ETA existem diversos pontos de amostragem e de análise automática de diversos parâmetros da qualidade da água. Este controlo permite uma monitorização constante da eficiência do processo e do controlo da qualidade da água produzida.

VT2
RESINORTE
Centro de Valorização e Tratamento de Resíduos (CIVTRUS) da Resinorte

As visitas ao Centro Integrado de Valorização e Tratamento de Resíduos (CIVTRUS) da RESINORTE visam esclarecer o público no que diz respeito à atividade desenvolvida pela RESINORTE bem como a promoção da separação multimaterial dos resíduos. Neste Centro são efetuadas visitas a duas unidades, a Triagem e o Tratamento Mecânico e Biológico.

A Estação de Triagem é uma infraestrutura que inclui diversas tecnologias e equipamentos mais simples ou mais complexos, com mecanização intensiva que realiza as operações de separação dos resíduos por tipo de embalagem para que depois de triados e enfardados sejam encaminhados para reciclagem. Aqui é possível ver todo o processo de tratamento dos resíduos valorizáveis provenientes da recolha seletiva, da recolha porta a porta e dos ecocentros.

Na Unidade de Tratamento Mecânico e Biológico, são tratados os resíduos provenientes da recolha indiferenciada com vista à obtenção de um produto biológico – composto, havendo igualmente a recuperação de parte dos plásticos, vidros e metais recolhidos nos resíduos urbanos. O composto depois de estabilizado, pode ser comercializado ensacado ou a granel, sob a marca FERTIBOM.

Cortesia: Resinorte

VT3
ETAR de Serzedo (Águas do Norte)

Pretende-se dar a conhecer uma instalação de grande dimensão, com uma capacidade de tratamento próxima dos 100.000 hab. eq. a que corresponde um caudal médio diário próximo dos 14.000 m3/d.

O processo de tratamento foi desenvolvido para dar resposta a efluentes dos municípios de Fafe e Guimarães e que inclui afluências industriais da atividade têxtil existindo, para o efeito, uma etapa de tratamento que permite a remoção da cor normalmente associada a este tipo de efluentes industriais.

O esquema de tratamento baseia-se num sistema de lamas ativadas em regime de arejamento prolongado, desenvolvido em reatores biológicos com a configuração de valas de oxidação, seguido de uma etapa físico-química (tratamento terciário) para remoção da cor, constituída por uma operação unitária de flotação seguida de uma oxidação por injeção de ozono. Este conjunto de soluções técnicas é altamente diferenciada em relação aos processos de tratamento observado em ETAR urbanas convencionais.

download

Boletim Março 2016

Faça aqui o download do 1º boletim

INSCRIÇÃO

Para efeitos de inscrição, dever-se-á enviar para o Secretariado do evento a ficha de inscrição, devidamente preenchida. A inscrição só é válida após receção do pagamento. O pagamento da inscrição dá direito à participação em todas as sessões, visita técnica e exposição, a textos editados e ao programa social; não inclui a participação nas Master Class que se realizam no dia 13 de setembro de 2016.

O Secretariado receberá inscrições até ao dia 09 de setembro de 2016. Após esta data, só se asseguram inscrições no primeiro dia do congresso, contra o respectivo pagamento.

Em caso de desistência comunicada ao secretariado até um mês antes do evento, há lugar à devolução de 50% do valor da inscrição.

Até 15 de Julho

Após 15 de julho

* Válido para profissionais com 30 anos ou menos à data da inscrição. É obrigatório o envio da cópia do Cartão de Cidadão/Bilhete de Identidade aos Jovens Profissionais com menos de 30 anos. Não inclui Jantar de Gala.

** Inscrições disponíveis só a partir de 15 de julho, sendo obrigatório o envio do comprovativo de Estudante de Licenciatura ou Mestrado integrado. Não inclui Jantar de Gala.

ORADORES

Prazos e Datas Limite:
– Prorrogação de envio de proposta de comunicação (4 a 8 páginas) até 13 de junho de 2016;
– Comunicação de aceitação das propostas de comunicações: até 11 de julho 2016;
– As normas para formatação e apresentação (1) das comunicações encontram-se indicadas no site deste evento.

(1) A integração da comunicação no programa carece da inscrição de um dos autores no congresso. Cada congressista pode apresentar até duas comunicações.

PATROCINADORES - APOIOS - EXPOSITORES

Ex.mos Senhores, Caros Colegas,

Os ENASB constituem desde há muito uma referência no sector da Engenharia Sanitária e Ambiental, proporcionando à comunidade técnica e científica um espaço dinâmico de divulgação e discussão de novos conhecimentos e experiências. Estão habitualmente presentes mais de 300 participantes, de Autarquias, Entidades Gestoras, Universidades e Organismos de Investigação, Empresas de Construção e Equipamento, e de Consultores.
Além de um programa técnico muito vasto, englobando várias sessões plenárias e várias sessões técnicas em paralelo, os ENASB incluem uma Exposição Técnica de materiais, equipamentos, serviços e publicações ligados aos temas do evento. A sessão de abertura desta exposição será no primeiro período do congresso, estando prevista a presença do Sr. Ministro do Ambiente.
Caso decidam participar nesta exposição, a Vossa empresa será também amplamente divulgada com o 17.º ENASB e constará da respetiva página.
Quaisquer pedidos de informação adicional e de reserva devem ser dirigidos a:
Secretariado APESB – Avenida do Brasil, 101 – 1700-066 Lisboa
Telefone: 21 844 38 49 Fax: 21 844 30 48
E-mail: apesb@apesb.org
Aguardando a resposta de V.Ex.ª, e disponíveis para qualquer esclarecimento adicional, aproveito para enviar os meus melhores cumprimentos, na expectativa de que honre a Comissão Organizadora do 17.ºENASB com a sua presença.

Paulo_Ramisio_P_APESB_01

Paulo J. Ramísio

Presidente da Comissão Organizadora

Informações adicionais

APESB - Dr.ª Carla Galier
Av. do Brasil 101, 1700-066 Lisboa
www.17enasb.apesb.org | 17enasb@apesb.org
Tel.: (+351) 218 443 849
Fax: (+351) 218 443 048

HOTÉIS

A Comissão Organizadora do 17.º ENaSB, conseguiu garantir uma pré-reserva para os participantes até ao dia 30 de julho, que queiram usufruir dos valores abaixo indicados por cada unidade hoteleira. Quem desejar garantir a sua reserva deve contactar o hotel desejado, e indicar que vai participar no 17.º ENaSB.

Hotel Guimarães *****

Individual / Single
75€
Duplo / Twin
86€

Pequeno Almoço
Wifi
Parking

Rua Eduardo Manuel de Almeida, 189,
48200-440 Guimarães

e-mail: hg@hotel-guimarães.com

tlf.: (+351) 253 424 800

Hotel Guimarães *****

Individual / Single
75€
Duplo / Twin
86€

Pequeno Almoço
Wifi
Parking

Rua Eduardo Manuel de Almeida, 189,
48200-440 Guimarães

e-mail: hg@hotel-guimarães.com

tlf.: (+351) 253 424 800

PROGRAMA SOCIAL PARA ACOMPANHANTES

Tour Monumentos e Sítios
Duração: Meio-dia
Duração até 4 horas

Circuito turístico de touring cultural com visitas aos principais monumentos, museus e exposições de Guimarães.
Pick-up dos clientes nos hotéis ou outro local a definir.

Tour Ambiental
Duração: Meio-dia
Duração até 4 horas

Circuito Turístico destinado aos espaços verdes e ecológicos do concelho de Guimarães.
Pick-up dos clientes nos hotéis ou outro local a definir.

Tour Saúde e Bem-Estar
Duração: Dia Completo
Duração até 8 horas

Circuito turístico destinado ao relaxamento e bem-estar.

Pick-up dos clientes nos hotéis ou outro local a definir.

Início do tour em direção às Termas das Taipas. Começamos com uma visita ao espaço e sua oferta de serviços e produtos. Em seguida é realizada uma sessão de massagens com água que é composta por um duche Vichy de 15 minutos, um circuito termal com banho terapia de 90 minutos e um banho de imersão de 15 minutos.
Após programa de relaxamento, inclui o almoço em restaurante regional.
Da parte da faremos um passeio pelo Parque de São Torcato e Montanha da Penha.
Fim do programa. Drop-off dos clientes nos hotéis.

Em função do número de interessados, os circuitos poderão fazer-se num dia de semana (14, 15 ou 16 Setembro) e/ou no fim de semana. Todos os programas terão um custo por participante a ser anunciado em breve.

Localização

Av. Dom Afonso Henriques 701,
4810-431 Guimarães, Portugal
N 41.43695 (Latitude)
W (-)8.29554 (Longitude)

mais informações